domingo, dezembro 04, 2005

A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

Mensagem do Comando Ashtar:

É longa, mas... convém que a consultemos. Como soe dizer-se: "Quem quer bolota, trepa!" Logo...

"A Lua gira em torno de si mesma e em volta da Terra e, a cada ciclo de sete dias, cria suas fases minguantes, crescentes, novas e cheias que influenciam de forma magnética e psíquica o nosso planeta e seus habitantes.

Observamos também que a Terra tem seu próprio movimento de rotação e translação, como todos os planetas que integram o nosso Sistema Solar.

No espaço de um ano assistimos aos ciclos de belos espectáculos oferecidos pela Natureza nas suas quatro estações de Primaveras, Verões, Outonos e Invernos, que transformam as paisagens e os climas no nosso meio ambiente.

Agora, vamos falar um pouco do nosso querido Sol, centro do nosso Sistema Solar.

Assim como a Lua, a Terra e os Planetas fazem suas evoluções dentro do nosso Sistema, girando em torno do Sol, como os eléctrons à volta do seu átomo.

Também este mesmo Sistema Solar faz a sua jornada em torno de um outro Grande Sol Central, junto com diversos Sistemas Solares existentes neste Braço de Mórmon – nome desta parte da nossa Via Láctea onde o nosso Sol está inserido – cumprindo suas etapas e ciclos evolutivos a níveis cósmicos.

É à volta do nosso Centro Galáctico que giram outros Grandes Sistemas de Sóis Centrais, formando assim uma Galáxia completa e cheia de vida e propósitos do nosso Criador.

Um conjunto de determinado número de Galáxias compõe todo um Sector dentro do nosso Universo Local em que cada Sector desta imensa Criação, recebeu uma incumbência particular para a sua evolução.

Coube ao nosso Sector de Galáxias desenvolver o aspecto divino do Livre Arbítrio.
A vida é mantida no nosso planeta por causa da força emanada do nosso Sol.

E é através do Grande Sol Central que a vida do nosso Sol é sustentada e vivificada e todo o nosso Sistema Solar funciona harmoniosamente, segundo as Leis Cósmicas existentes dentro do nosso Universo.

O tempo de duração – dentro da nossa contagem linear de tempo – da evolução do nosso Sistema Solar à volta desse Grande Sol Central é de aproximadamente 26.000 anos.

Actualmente estamos a completar, novamente, mais um ciclo; há apenas uma diferença em relação aos anteriores: está a ocorrer, neste momento, um facto marcante, que é a sincronização cósmica – idêntica aos níveis de alinhamentos planetários – de diversas Galáxias e que causarão profundas mudanças em todas as dimensões, e a que mais será afectada será a dimensão física, por ser a mais densa de todas as vibrações.

Nesta sincronização cósmica, o nosso Sistema Solar passará por um Cinturão de Fótons – campos energéticos de alta vibração – no qual estará activo um Portal Dimensional, de tamanho colossal, capaz de absorver todo o nosso Sistema Solar de uma só vez.

Momentos antes da passagem por este Portal a nossa Terra entrará num processo de aceleramento vibracional tão intenso que é como se a gente fizesse uma comparação com a Fórmula 1.

Durante a largada os carros aceleram e disparam pela pista, alcançando uma velocidade estupenda em poucos segundos.

Imaginem a velocidade actual da Terra nos seus 28.000 km/h e multipliquem esta velocidade numa escala de dez vezes e terão aí uma pequena ideia do que será essa aceleração vibracional do nosso planeta, antes que ultrapasse o Portal Dimensional que a levará definitivamente para a quarta dimensão física.

Todos os planetas – com excepção da Terra – deste nosso Quadrante da Via Láctea já estão prontos e preparados para o grande Salto Quântico que acontecerá simultaneamente em todo o nosso Universo Multidimensional.

Os seres existentes nestes mundos habitados já atingiram os níveis vibracionais e passarão a transição, junto com seus respectivos planetas, de forma natural e tranquila, sem grandes sobressaltos.

Na Terra o processo que ocorre é outro pois ainda não atingimos os níveis necessários de vibração para essa transição e, além disso, causámos sérios danos aos corpos físico e subtis do nosso planeta, atrasando o seu processo evolutivo, o que acarretou um carma negativo tão poderoso que colocou em risco a vida da própria humanidade.

É por isso que estamos a receber ajuda de todos os Seres de Luz de diversas dimensões e galáxias.

Sem essa ajuda tanto a nossa humanidade como a Terra seriam desintegrados de forma instantânea durante essa passagem pelo Cinturão de Fótons.

O projecto de Cura e Resgate para o nosso planeta foi desenvolvido a partir das suas dimensões mais subtis, estando hoje concentradas nos níveis mentais inferiores, astrais e físicos.

Para a entrada de novas energias e raios de cura, e para que fossem inseridos com sucesso na nossa humanidade, todas as malhas energéticas que envolviam a Terra no mundo da dualidade e da ilusão começaram a ser retiradas.

A barreira de frequência da tridimensionalidade foi desactivada sendo por isso que muitos seres humanos, na face do planeta, estão a sentir profundas mudanças e sintomas que se confundem com "doenças" nunca existentes nas suas vidas.

Tudo o que se relaciona com a materialidade e conquista deste mundo dimensional está a ser varrido literalmente da vida de cada um, porque o tempo na escola de aprendizagem através das dores e sofrimentos terminaram.

Os tempos agora são outros! O que vem agora é a grande Faculdade, onde cada um – os que passaram nas provas e no vestibular – especializar-se-á nos seus dons divinos e tornar-se-á capaz de ser um co-criador, assumindo sua condição original de um Filho de Deus!

Dos sessenta biliões de almas que cumpriam a sua jornada neste planeta, a maioria já voltou para casa.

Dos restantes, os processos de encarnações neste mundo terreno, tornaram-se selectivos e muitos estão a aguardar suas transferências para outros mundos habitados, onde continuarão seus processos evolutivos.

Os mais negativos, que continuam a manter um "contrato" com o lado das trevas, estão a ser sumariamente "sugados", após o desencarne, pela força energética extremamente negativa do planeta "chupão" – que já se encontra nas proximidades do nosso Sistema Solar – onde permanecerão dentro da aura deste tenebroso planeta até que recomecem seus ciclos reencarnatórios para um novo aprendizado, começando tudo novamente, a partir do "zero".

Todos os membros das equipas de trabalho que pertencem ou estão ligados ao Comando Ashtar Sheran – encarnados ou não – estão actuando de forma intensiva e ininterrupta nos últimos momentos desta nossa transição, aguardando que a humanidade acorde para a emergência da situação em que se encontra e possa contribuir de forma activa para amenizar os efeitos, que são consequências de nossos próprios actos nesta vida ou em vidas passadas e que se acumularam na atmosfera, na superfície e no interior da nossa amada Terra.

Paz e Luz a todos!

Abraços carinhosos,

Ernesto Shima - Canal - 21/11/2005"
*******
PS.- Se quiserdes saber o que é este Comando Ashtar Sheran, procurai no:
www.google.com

2 comentários:

Maria Lagos disse...

artigo muito interessante...dá pra pensar, mesmo.

Guerreiro da Luz disse...

Temos a sagrada Obrigação de pensar... de colocar questões, a bem de nós mesmos.

Abraços de Paz!

Guerreiro da Luz