terça-feira, janeiro 31, 2006

A SENDA ESTREITA

"Porfiai por entrar pela porta estreita..." – JESUS. (Lucas, 13:24.)

Não te aconselhes com a facilidade humana para a solução dos problemas que te inquietam a alma.

Realização pede trabalho.

Vitória exige luta.

Muitos jornadeiam no mundo na larga avenida dos prazeres efémeros e esbarram no cipoal do tédio ou da intemperança, quando não sucumbem sob as farpas do crime.

Muitos preferem a estrada agradável dos caprichos pessoais atendidos e caem, desavisados, nos fojos de tenebrosos enganos, quando não se despenham nos precipícios de tardio arrependimento.

Seja qual for a experiência em que te situas, na Terra, lembra-te de que ninguém recebe um berço entre os homens para se acomodar com a inércia, no desprezo deliberado às leis que regem a vida.

Nosso dever é a nossa escola.

Por isso mesmo, a senda estreita a que se refere Jesus é a fidelidade que nos cabe manter limpa e constante, no culto das obrigações assumidas diante do Bem Eterno.

Para sustentá-la, é imprescindível sacrificar no santuário do coração tudo aquilo que constitua bagagem de sombra no campo de nossas aspirações e desejos.

Adaptarmo-nos à disciplina do próprio espírito na garantia da felicidade geral é estabelecer em nós próprios o caminho para o Céu que almejamos.

Não te detenhas no círculo das vantagens que se apagam em fulguração passageira, uma vez que a ociosidade compra, em desfavor de si mesma, as chagas da penúria e as trevas da ignorância.

Porfia na renúncia que eleva e edifica, enobrece e ilumina.

Não desdenhes a provação e o trabalho, a abnegação e o suor.

E, em todas as circunstâncias, recorda sempre que a "porta larga" é a paixão desregrada do "eu" e a "porta estreita" é sempre o amor intraduzível e incomensurável de Deus.

In: “CEIFA DE LUZ” (Médium: Francisco Cândido Xavier/Espírito: Emmanuel)

3 comentários:

Dad disse...

Na vida tem que haver um meio termo para tudo. Há que ter sempre presente os efeitos que as nossas acções provocam em nós e nos outros e ter sempre presente que estamos aqui com o propósito de viver a vida que nos foi dada da forma mais correcta possível, pois não basta duzer que acreditamos se não agimos.Só isso nos trará alegria e desenvolvimento espiritual e isso passa também por tentar ajudar os outros como o fazemos para nós. Não sei se a porta é estreita ou larga ou se há porta, mesmo no sentido figurado, mas parece-me que, em cada dia da nossa vida, deveremos fazer o balanço do que é que aprendemos e do que ensinámos e ser, sobretudo, muito tolerantes com os nossos companheiros de estrada...pois se não formos, poderemos ter ganho momentâneamente a coroa e as asas que nos serão retiradas por incumprimento dos desígnios de Deus para a nossa caminhada.
Um grande abraço com todo o respeito pela sua perseverança no caminho.

Guerreiro da Luz disse...

Olá dad... boa noite!

Obrigado por mais esta sua manifestação... pois que ... por vezes, sinto-me tão só neste Mundo de Deus... onde existe, afinal, tanta Alma Irmã...

O signo linguístico 'porta estreita' está empregue, naturalmente e à boa maneira de como o Senhor Jesus usava em seus discursos, no sentido figurado... significando viver a Vida com disciplina, com método, com sentido axiológico, permitindo fruir a Vida sem ferir direitos alheios, antes pelo contrário, em obediência à Grande Lei, em ajuda, integração e comunhão com toda a Criação, pois que Somos Todos Um.

Como sabiamente afirma: "Na vida tem que haver um meio termo...", inscreve-se, também, nessa outra forma de falar, quando dizemos: "... seguindo pelo caminho do meio!"

Importa, então, saber caminhar, o mais possível... sendo AMOR!

Abraços de Paz!

Guerreiro da Luz

Dad disse...

Não se sinta só porque sabe muito bem que está sempre bem acompanhado!
Um abraço,