sexta-feira, janeiro 27, 2006

DOENTES EM CASA

"E a paz de Deus domine nos vossos corações, para a qual também fostes chamados num corpo, e sede agradecidos." –, PAULO. (Colossenses, 3:15.)

Se abordasses agora o Plano Espiritual, para lá da morte física, e aí encontrasses criaturas queridas em dificuldade, que farias?

Aqui, talvez surpreendesses um coração paterno em frustração, mais além abraçarias um companheiro ou um associado, um filho ou um irmão, carregando resultado infeliz de certas acções vividas na Terra...

Que comportamento adoptarias se as Leis Divinas te outorgassem livre passaporte para as Esferas Superiores, facultando-te, porém, a possibilidade de permanecer com os seres inesquecíveis, em tarefas de amor?

Decerto, decidir-te-ias pela opção insopitável.

Não desejarias compartilhar os Céus com a dor de haver abandonado corações inolvidáveis à sombra transitória a que se empenharam com os próprios erros.

Reconhecê-los-ias como doentes reclamando protecção.

Demorar-te-ias junto deles, na prestação do auxílio necessário.

Referimo-nos à imagem para considerar que os parentes enfermos ou difíceis são criaturas, às quais, antes do berço em que te refizeste no Plano Físico, prometeste amparo e dedicação.

Nascem no grupo familiar, realmente convidados por ti mesmo, para o teu convívio, para que os possas assistir no devido refazimento.

Entendemos sobre este assunto que existem casos para os quais a segregação hospitalar demorada e distante é a medida que não se pode evitar, mas se tens contigo alguém a quem ames, a erguer-se por teste permanente de compreensão e paciência, no instituto doméstico, não afastes esse alguém do clima afectivo em que te encontres, sob o pretexto de asserenar a família ou de a beneficiar.

Guarda na tua própria casa, tanto quanto puderes, os parentes portadores de provações e não lhes decretes o exílio, ainda mesmo a preço de ouro.

Apoia-os, sempre que se mostrem, com as necessidades e lutas que lhes marcam a existência, na certeza de que todos eles são tesouros de Deus, nas tarefas sob a tua responsabilidade, ante a assistência e a supervisão dos Mensageiros de Deus.

In: “CEIFA DE LUZ” (Médium: Francisco Cândido Xavier/Espírito: Emmanuel)

2 comentários:

Lord of Erewhon disse...

Esse Francisco Cândido Xavier é uma verdadeira central energética de espíritos... é o Emmanuel, é o André Luiz, eu sei lá! Um verdadeiro charlatão! JAJAJA!!!

Guerreiro da Luz disse...

Caro Lord...

Se quiser saber, de facto, quem foi o Grande Obreiro da Verdade Crística no século XX, através da Mediunidade Psicógrafa e da Humildade (ele deixou-nos 419 Livros psicografados), chamado FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER, basta colocar seu nome em:

http://www.google.com

Se isso fizer, se aceitar o que na Internet existe sobre ele... se tiver algum humanismo... deve vir aqui, depois e publicamente, pedir-lhe desculpa, em novo comentário.

Aceita o desafio?

Respeitosamente, sou,

Guerreiro da Luz

PS.- Não consegui obter no meu dicionário de Inglês/Português a tradução da palavra: "erewhon". Afinal, o Sr. é Lord de quê?